quarta-feira, 11 de maio de 2011

GLENN HUGHES - The Way It Is - 1998



Para quem esta acostumado a ouvir Glenn Hughes e Cia fazendo tocando peso atrás de peso além de muita profundidade sonora explorada e aqueles grooves inconfundíveis que nos remete diretamente ao Trapeze e Deep Purple, irá ficar ou ficou deveras frustrado no mínimo com THE WAY IT IS. Lançado em 1998, ouvi seu single ‘You Kill Me” num cd promo de heavy metal e disse : Nooooossaa!!. Pirei na musica e sua levada animal com paradinhas a lá Black Dog, não deu outra, corri na galeria do rock pra pegar o meu. O problema foi que de cara já não curti a capa (versão branca), apenas com ele de sapatino plataforma no seu nipe mais sinistro possível, e não parava por ai. Ao botar o disco pra rolar torci o nariz pra faixa título, crescia aos poucos mas faltava aquilo que só achei na segunda faixa, a única que tinha ouvido e gostado.Baladas elementos eletrônicos, overdubs, samplers, estava tudo lá, mas isso não é Glenn, pelo menos não do ponto de vista de um garoto de 17 anos, mas que mantém a opinião sobre o disco mesmo com 28. Ok, vale a proposta inovadora afinal o cara é artista solo e tem respeito no mercado e na mídia mas na essência...Tem um cover do Hendrix “Freedom” mas nem isso anima, “curse” e “rain on me” são boas baladas e poderiam estar em algum outro disco que não as deixasse no ostracismo. Não vou comentar mais a fundo os putz putz ! que profanos que são de dar vergonha alheia. Resumindo, The way it Is não é nenhuma jóia rara imprescindível na discografia, mesmo levando em conta a produção e o conjunto da obra que é bem melhor do que as de muitos artistas esforçados que vemos outrora por ai. Mas aviso aos amantes e fãs de Hard Rock, passem longe. No máximo fiquem como eu de inicio, vão até a faixa 2 e depois ponham outro disco. See ya...

Nota: 5

Line Up:

Glenn Hughes: Vocals and Bass
J.J Marsh: guitars
Marc Bonilla: keyboards and guitars
Gary Ferguson: Drums

Paulo Neto